Os Dois Cavalheiros de Verona (Guti Fraga, 2006)

O grupo teatral Nós do Morro faz uma inventiva releitura contemporânea de Os Dois Cavalheiros de Verona, obra do início de carreira de Shakespeare e aproxima o dramaturgo inglês da música e cultura popular brasileira. No palco, 16 jovens atores munidos de dois violões e instrumentos de percussão narram os desencontros amorosos de Valentino e Proteu, os dois cavalheiros de Verona que migram para Milão, onde conhecem a bela Silvia. Alternando entre o cômico e o sério, o espetáculo é embalado pelo hip hop e rap usando a percussividade corporal dos atores. O corpo do ator torna-se central para este teatro físico que dispensa de cenários elaborados e criativamente in-corpora a cena, fazendo as vezes de elementos cênicos tais como muros e móveis. O uso de tecido é particularmente criativo – serve tanto para demarcar o espaço, para o vestuário, quanto na forma de retalhos rudimentarmente costurados, como a carta que Júlia recebe de Proteu.

 

Os Dois Cavalheiros de Verona e’ uma montagem do Grupo Teatral Nos do Morro, sediado no Morro do Vidigal no Rio de Janeiro. O espetáculo foi apresentado em Stratford upon Avon, em 2006, no festival The Complete Works, promovido pela Royal Shakespeare Company. Em 2007, o espetáculo fez um mês de temporada no Barbican Center, além de ter se apresentado em vários palcos brasileiros. Em 2014, Nós do Morro remonta o espetáculo para comemorar os 27 anos do Grupo.

Clique aqui para assistir ao video completo desta produção disponível no projeto digital Global Shakespeares do MIT (Massachusetts Institute of Technology).

 

Esta entrada foi publicada em Montagens. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *